UGPE e Ipaam firmam cooperação técnica para modernização de Parque Tecnológico

O Governo do Amazonas, por meio da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), lançou nesta terça-feira (25), o edital nº 007/2019, na modalidade de Licitação Pública Nacional (LPN) para o Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim III), que trata de um Termo de Cooperação Técnica entre UGPE e Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) para fortalecer a criação de um parque tecnológico do instituto quem tem o objetivo de melhorar a infraestrutura tecnológica para a modernização do controle ambiental e celeridade na obtenção de licenças realizadas pelo órgão.

Esses recursos são provenientes de empréstimo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), órgão financiador do Prosamim. A UGPE pretende utilizar parte desses recursos para a compra de equipamentos eletrônicos para o Ipaam. Os equipamentos que serão adquiridos através da licitação são no Lote 1: Aquisição de equipamentos energéticos; Lote 2: Aquisição de equipamentos de áudio, foto e vídeo; Lote 3: Aquisição de licenças de softwares.

O coordenador executivo da UGPE, Marcellus Campêlo, afirma que esse termo de cooperação técnica tem a intenção de auxiliar o Ipaam com tecnologia de ponta. “Esse termo de cooperação é o primeiro de muitos que estão sendo alinhados com vários órgãos porque é imprescindível que a administração do Estado esteja alinhada e com todo aparato necessário no desempenho das suas funções”.

Fortalecimento Institucional – O subcoordenador institucional da UGPE, Francisco Soares Filho, afirma que a visão de fortalecimento institucional tem como objetivo a eficiência dos órgãos que compõe administração pública. “Cada obra que é executada dentro do Prosamim envolve o trabalho de vários órgãos, seja atuando no fornecimento de licenças ou fiscalizando, como no caso do Ipaam, que vai priorizar o monitoramento das áreas de intervenção do Prosamim, mas otimizando todo o trabalho que é realizado pelo instituto, fornecendo através desse parque tecnológico o mapeamento e a fiscalização de áreas ambientais e rurais”.

Melhorias – O diretor administrativo e financeiro do Ipaam, Waldir Frazão, ressalta a importância da assinatura desse termo de cooperação técnica para a implantação do parque tecnológico. “Essa parceria visa melhorar a estrutura técnica do órgão, implementando ações que visem a modernização do controle e do licenciamento ambiental, assim como melhorar a interação entre a comunidade e o instituto, automatizando nossos processos por meio da tecnologia”.

Habilitação – Os interessados a se habilitarem e apresentarem propostas devem atentar para as seguintes informações:

A documentação completa relativa à licitação pode ser inspecionada e adquirida em meio digital (CD-ROM) na rua Jonathas Pedrosa, nº 659, Centro, Parque do Igarapé Bittencourt (próximo a avenida Sete de Setembro), CEP 69020-255, Manaus, Amazonas, Brasil, Fone: 55 (92) 3878-7222, Correio Eletrônico (e-mail): [email protected], por qualquer concorrente elegível mediante recolhimento de uma taxa não reembolsável de R$ 50,00 (cinquenta reais) por edital, sem direito a restituição.

O método de pagamento será mediante documento de arrecadação, obtido no site www.sefaz.am.gov.br, no código do tributo 4441 – Vendas de editais, a ser recolhido em uma das agências da rede bancária credenciadas pela SEFAZ. Os interessados poderão obter maiores informações no mesmo endereço.

Prazos – As propostas deverão ser entregues no endereço acima mencionado até às 10 horas do dia 29 de julho de 2019, acompanhadas de Garantia de Proposta: Lote 01 – no valor de R$ 234,70 (duzentos e trinta e quatro reais e setenta centavos); Lote 02 – no valor de R$ 3.025,30 (três mil, vinte e cinco reais e trinta centavos) e Lote 03 – no valor de R$ 1.843,20 (hum mil, oitocentos e quarenta e três reais e vinte centavos) e serão abertas imediatamente após na presença dos interessados que desejarem assistir à cerimônia de abertura. Os equipamentos serão entregues na cidade de Manaus/Amazonas, conforme estabelecido nos termos do edital. O Concorrente poderá apresentar proposta individualmente ou como participante de um Joint-Venture e/ou Consórcio.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA