Presidente da Cosama destaca, em audiência pública, que o Governo do Amazonas está organizando o órgão, abandonado por gestões anteriores

Na semana em que se comemora o Dia Mundial da Água, o Governo do Estado, por meio da Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama), participou, nesta segunda-feira (18/03), de audiência pública na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), sobre a vigilância e controle da água em Manaus e nos municípios do interior.

Na ocasião, foi apresentada a situação efetiva do abastecimento, logística, preservação, controle da qualidade da água para o consumo humano e saneamento básico. Temas como o valor da tarifa e novos investimentos para ampliar o abastecimento, principalmente em comunidades de difícil acesso, também foram discutidos.

O presidente da Cosama, Armando do Valle enfatizou em seu discurso o abandono de administrações anteriores da Companhia, sem gestão e investimentos no interior há mais de 20 anos. “É prioridade do governador Wilson Lima levar saúde ao interior, e a água é muito importante nesse processo, por isso não estamos medindo esforços para organizar a companhia, regularizar as inadimplências e assim, realizar novos investimentos”, afirmou.

De autoria do deputado estadual Sinésio Campos, que é o presidente da Comissão de Geodiversidade, Recursos Hídricos, Minas, Gás, Energia e Saneamento da ALE-AM, a audiência pública reuniu vários representantes do setor, como a Funasa, Arsam, Uea e Ufam. “É pertinente debater um tema como este, recebemos números novos e, a partir de agora, vincularemos as informações para definir um plano de trabalho”, finalizou Sinésio.

Companhia – A Cosama administra os sistemas de Alvarães, Autazes, Benjamin Constant, Carauari, Careiro da Várzea, Codajás, Eirunepé, Itamarati, Juruá, Manaquiri, São Paulo de Olivença e Tabatinga.

CONTATO: Assessoria de Comunicação da Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama): Ana Paula Sena (99313-9423).

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA