Projeto ‘Lê pra mim?’ traz contação de história para 400 alunos da rede estadual

Incentivar, valorizar e dar visibilidade à leitura de livros infantis brasileiros. Estes são os objetivos do projeto “Lê pra mim?”, realizado de 15 a 17 de abril, na Biblioteca Pública do Estado. Nacional, o projeto teve 15 encontros literários com alunos da rede estadual e municipal e contou com apoio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM) e da Secretaria de Estado de Cultura (SEC).

Em cada encontro, uma personalidade regional e um ator de teatro leram contos para as crianças, que levaram como lembrança do encontro livros infantis. A idealizadora do projeto cultural, Sônia de Paula, ressaltou a participação de personalidades amazonenses na ação, salientando a disponibilidade da ‘prata da casa’ em abraçar a iniciativa. Ela afirmou ter ficado encantada com a receptividade dos artistas locais e das escolas da capital.

“Fiquei emocionada por ver o respeito e carinho com todos, incluindo as instituições de ensino e a Biblioteca, tiveram com as crianças e com o nosso trabalho, especialmente dos professores e sua arte de ensinar. Voltamos para casa com a certeza de termos plantado a semente que dará bons frutos”, assinalou.

Cinco instituições de ensino da rede estadual levaram 400 estudantes para participar do projeto: Escola Estadual Lucinda Félix de Azevedo (no bairro Japiim); Professor Demóstenes Belduque Travessa (do Jorge Teixeira); Ernani Nascimento Simão (do Gilberto Mestrinho) e Padre Agostinho Martin (em São Francisco).

De acordo com Sirlei Baima, coordenadora do Ensino Fundamental do Departamento de Políticas e Programas Educacionais (DEPPE) da Seduc-AM, o projeto trouxe uma abordagem diferente para o incentivo à leitura dos estudantes com idade entre seis e dez anos.

“O ‘Lê pra mim?’ incentiva a leitura literária, fazendo com que estes alunos aproximem-se dos diversos textos, desenvolvendo suas competências de leitura e de escrita. Esse tipo de abordagem é essencial para formar assim cidadãos críticos, que consigam pensar e agir sobre sua realidade”, afirmou Sirlei.

A Seduc-AM apoiou o projeto com uma equipe acompanhando as ações, tanto na parte de recepção e acolhida aos estudantes das redes públicas municipal e estadual, até o momento de servir o lanche e toda a logística de saída e retorno às escolas.

Lê pra mim? – É um projeto de incentivo à leitura de livros infantis brasileiros, com atividade sociocultural, no qual artistas, personalidades e formadores de opinião leem livros para crianças em um Centro Cultural, Biblioteca ou Ponto Turístico da cidade.

A acessibilidade também acontece: há uma Intérprete de Libras em todas as leituras. Os alunos de escolas públicas, orfanatos, creches e ONGs em todos os encontros são levados para a contação e, ao final, é doado um livro infantil para que cada criança possa levar para casa e multiplicar a leitura.

O projeto teve início em janeiro de 2010 no Rio de Janeiro e foram realizadas 29 edições. Passamos por 12 cidades: Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Juiz de Fora, Belém, Brasília, Teresina, São Luís, Belo Horizonte, Porto Alegre, Maceió e Niterói. Até junho de 2018 participaram das leituras mais de 24 mil crianças e 23 mil livros foram doados.

FOTOS: CLEUDILON PASSARINHO/SEDUC

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA