Polícia Civil prende grupo envolvido em latrocínio de tripulante de embarcação, ocorrido em janeiro deste ano

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), sob o comando dos delegados Guilherme Torres e Demetrius Queiroz, respectivamente titular e adjunto da unidade policial, deflagrou, na última quinta-feira (07/03), em conjunto com policiais civis da Delegacia Fluvial (Deflu), a operação “Piratas do Rio Negro”, que resultou no cumprimento de seis mandados de prisão preventiva por latrocínio, em nome de grupo envolvido na morte de um tripulante de embarcação, ocorrido em janeiro deste ano.

Foram presos: Marcelo Oliveira Martins, 20; Bruno Garcia de Oliveira, 23; Leandro Monteiro de Oliveira, 25; Francisco Monteiro Rodrigues, 25; Silvio Castro da Silva, 29, conhecido como “Branco”, e Thiago da Silva Coimbra, 30. No momento da prisão de Marcelo, os policiais civis da Derfd encontram uma porção de droga, que resultou no flagrante do jovem. Os mandados de prisão preventiva por latrocínio em nome dos infratores foram expedidos no dia 25 de fevereiro deste ano, pela juíza Margareth Rose Cruz Hoagen, da 4ª Vara Criminal.

Os indivíduos foram apresentados na manhã desta terça-feira (12/03), durante coletiva de imprensa realizada às 11h, no prédio da Derfd. De acordo com o delegado Guilherme Torres, eles estavam sendo investigados pela equipe da especializada por envolvimento no latrocínio que teve como vítima o tripulante de embarcação Ademir Monteiro dos Santos. O crime aconteceu no dia 25 de janeiro deste ano, em uma balsa perto da Ilha do Marapatá. A vítima tinha 66 anos.

“No dia do crime, esse grupo invadiu a embarcação e subtraiu dos passageiros aparelhos celulares, dinheiro, as armas dos vigilantes do barco, além de 10 mil litros de combustível. Durante a fuga, os infratores efetuaram um disparo de arma de fogo que que resultou na morte de Ademir. Um vigilante também foi atingido, mas sobreviveu ao ferimento. A partir desse crime, passamos a investigar o caso e identificamos os integrantes do grupo”, explicou Torres.

Dinâmica do crime – Conforme o delegado Demetrius Queiroz, os policiais civis identificaram que o grupo criminoso é especializado em roubos e furtos a embarcações. Silvio foi identificado como líder da organização criminosa. Ele coletava informações sobre embarcações que chegavam com cargas valiosas ou que estivessem transportando grande quantidade de combustível. Em seguida, o homem convocava os comparsas para que efetuassem o delito.

“Iniciamos as diligências para capturar os infratores na última quinta-feira (07/03), com o apoio da equipe da Deflu. Marcelo foi o primeiro a ser preso, na Feira da Panair, situada no bairro Educandos, zona sul da cidade. Com ele encontramos uma pequena quantidade drogas. Silvio e Bruno foram localizados em Manacapuru, município distante 68 quilômetros em linha reta da capital. Já Leonardo foi preso no bairro Raiz, zona sul”, disse Queiroz.

O adjunto da Derfd destacou que, em continuidade aos trabalhos, na última sexta-feira (08/03), os policiais civis conseguiram prender Francisco na casa onde ele morava, no bairro Nova Cidade, zona norte. Por fim, Thiago foi localizado e preso no bairro Educandos. Outros dois integrantes do grupo criminoso, que não podem ter os nomes divulgados, para não comprometer o andamento das investigações, continuam sendo procurados pela equipe da Derfd.

Indiciamento – Os seis indivíduos foram indiciados por latrocínio. No dia da prisão de Marcelo, ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e levado para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital. De lá, ele seguiu diretamente ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), para onde os comparsas também foram encaminhados.

FOTOS: Alailson Santos / Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA