Cabo Maciel anuncia ação conjunta do Estado com Dnit e a Aeronáutica para ajudar famílias isoladas pela cheia do rio Madeira no Sul do Amazonas

O membro-permanente da Comissão de Assuntos Municipais e Desenvolvimento Regional da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado Cabo Maciel (PR), anunciou nesta segunda-feira (11) que o Estado vai iniciar uma forte ação conjunta com a Aeronáutica e o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit) para ajuda as famílias dos municípios de Humaitá e Apuí, no Sul do Amazonas, isoladas por conta da forte cheia do rio Madeira.

De acordo com o parlamentar, em contato na manhã desta segunda-feira, foi informado pelo governador Wilson Lima (PSC), que o Governo do Estado firmou parceria com a Aeronáutica e o Dnit para monitorar a situação da BR-319 e a Rodovia 230, que está inundada pelo alto nível do rio Madeira. “Já estamos monitorando a 319 que também está interditada. Já entramos em contato com Dnit e a Aeronáutica que devem nos ajudar em algumas ações previstas nos próximos dias”, repassou o deputado do PR a mensagem do governador.

Segundo Cabo Maciel, na comunidade rural de Santo Antônio do Matupi, em Humaitá, onde existem mais de 13 mil famílias, desde sábado (09/03) não está mais recebendo veículos grandes e pequenos para abastecer a localidade com alimentos e combustíveis, por conta do nível do rio Madeira que encobriu trechos da BR-319. O mesmo acontece com a rodovia 230, que liga a BR-319 a Apuí, também no Sul do Estado. “São pessoas que precisam da ajuda urgente da Defesa Civil do Amazonas”, afirmou Cabo Maciel.

O deputado do PR, que também é presidente da Comissão Permanente de Segurança Pública da Aleam, informou que, neste fim de semana, recebeu registros fotográficos dos moradores de Santo Antônio de Matupi e de Apuí mostrando a situação que se encontra trechos da BR-319 e a rodovia 230. As imagens mostram as pessoas tentando chegar a suas casas de carros de passeios e picapes, além de caminhoneiros, também, se arriscando na travessia das duas vias inundadas pelo rio Madeira.

Preocupação
Segundo o radialista Ed Lima, que mora na comunidade 180, na BR-319, a situação os moradores é preocupante, porque as localidades estão com estoques baixos de alimentação e combustíveis. Ele disse, ainda, que dezenas de caminhões e carretas, algumas carregadas com materiais, estão paradas nos postos de gasolina em Santo Antônio do Matupi esperando o nível do rio Madeira baixar para seguirem viagem até Rondônia.
Lima informou que as duas grandes preocupações dos moradores da região são a alta dos alimentos perecíveis, como feijão, arroz e açúcar, que nessa época do ano acontece, e o racionamento de energia elétrica. “O comércio de Santo Antônio de Matupi começa a perder fôlego e com isso fica escassa a alimentação. Anda não temos informações da empresa Eletrobras Amazonas Energia sobre a energia. Precisamos da ajuda da Defesa Civil do Amazonas para ajudar as famílias nessas localidades”, relatou o comunicador.

Texto e Fotos: Assessoria do Deputado
Gabinete do Deputado Cabo Maciel (PR)
Paulo Ferraz (92) -9425-2514
Jerson Aranha (92) 99156-0879
Antônio Lopes (92) 99103-5820

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA