Polícia Civil prende dupla envolvida em homicídio ocorrido em janeiro deste ano, no bairro Nova Cidade

O delegado Denis Pinho, adjunto da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), falou na manhã desta sexta-feira (8/3), durante coletiva de imprensa, sobre o cumprimento de mandado de prisão preventiva por homicídio qualificado em nome de Darcy Marques Dentes Neto, 24, conhecido como “Pereira”, e Halison Aroucha da Silva, 20, o “Barriga”, envolvidos no homicídio de um homem de 26 anos, ocorrido em janeiro deste ano.

De acordo com a autoridade policial, Halison possui participação em duplo homicídio que aconteceu no dia 1º de outubro de 2018. Denis Pinho destacou que “Pereira” e Halison executaram Enoque Correa Tavares, o “Índio”, no dia 26 de janeiro deste ano. O crime aconteceu em um campo de futebol situado na comunidade Raio de Sol, bairro Nova Cidade, zona norte da capital. Na ocasião, os infratores efetuaram aproximadamente 14 disparos de arma de fogo em “Índio”, que foi a óbito no lugar. A vítima tinha 26 anos.

“Identificamos que esses indivíduos são de alta periculosidade e integram uma facção criminosa que atua no estado. Eles relataram que dominam a comercialização de entorpecentes na comunidade Raio de Sol. Inclusive, os homicídios que eles praticaram têm relação com a disputa por território para a venda de drogas. Durante os trabalhos, apuramos que “Índio” foi executado após ameaçar de morte indivíduos que pertencem ao grupo de Darcy e Halison”, explicou Pinho.

Conforme o adjunto da DEHS, a dupla foi presa pelos policiais civis da especializada no dia 27 de fevereiro deste ano. Darcy foi encontrado na comunidade Raio de Sol, bairro Nova Cidade. Já Halison foi preso em um conjunto habitacional situado no bairro Monte das Oliveiras, zona norte. O mandado de prisão preventiva em nome deles foi expedido pelo juiz Mauro Moraes Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri.

“Nossas investigações apontam também que Halison está envolvido no duplo homicídio que teve como vítimas os amigos Alessandro Praia da Silva Filho e Ricardo Almeida da Cruz Filho, em outubro de 2018, nas dependências de um condomínio no bairro Lago Azul, na zona norte. As vítimas tinham, respectivamente, 40 e 32 anos, e estavam em liberdade provisória há cerca de um mês quando foram mortas. Desse caso já conseguimos prender Hulison Aroucha da Silva, 21, irmão de Halison, além de Richarlison Barbosa Ribeiro, de 35 anos”, destacou Pinho.

Darcy e Halison foram indiciados por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, eles serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde deverão ficar à disposição da Justiça.

Disque-Denúncia – “Iremos continuar nossas investigações a fim de identificarmos e prendermos os demais envolvidos nas mortes que temos investigado. Nossas diligências continuam para concluir esses inquéritos. Vale ressaltar que a população pode colaborar com informações, por meio do número: (92) 99229-6208, o disque-denúncia da DEHS. Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, garantiu Pinho.

FOTOS: Erlon Rodrigues / Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA