Polícia Civil prende integrantes de organização criminosa e recupera trator roubado de associação agrícola de Rio Preto da Eva

A Polícia Civil do Amazonas, por meio das equipes da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (DERFV), Departamento de Polícia do Interior (DPI), e Delegacia Fluvial (Deflu), sob a coordenação da delegada-geral da instituição, Emília Ferraz, e dos delegados Bruno Fraga e Cícero Tulio, diretor e titular, respectivamente, do DPI e DERFV, deflagrou, ao longo de sábado (29/02), ação policial que resultou nas prisões, em flagrante, de quatro pessoas envolvidas no roubo de um trator, de uma associação agrícola, do município de Rio Preto da Eva, avaliado em R$ 200 mil.

Durante os trabalhos foram presos, Elias Simões Pinto, 50, conhecido como “Cutia”; a companheira dele, Amanda Rocha da Costa, 27; Janucio de Lima, 51, o “Missão”;, e Samuel Solano de Souza, 27, o “Assolan”. O balanço da ação foi divulgado durante coletiva de imprensa realizada na manhã deste domingo (1º/03), às 11h, na sede da DERFV.

Na ocasião da coletiva, o delegado Cícero Tulio, informou que o roubo ocorreu na madrugada da última sexta-feira (28/02), na sede da associação mencionada, localizada em um sítio daquela região. Durante o ato criminoso, os infratores chegaram no lugar em um carro de cor preta, modelo Siena, da montadora Fiat, e armados, abordaram os funcionários que faziam a aguarda do local. Os infratores amarram e sequestraram o caseiro, e, posteriormente, o deixaram em um ramal nas proximidades do local.

Segundo o delegado, assim que o homem conseguiu se desvencilhar das amarras, já na manhã de sexta-feira, ele chegou à unidade policial daquele município (distante 79 quilômetros em linha reta da capital), onde relatou o ocorrido, ocasião em que as equipes de investigação da DERFV foram acionadas. O bando subtraiu do sítio, um trator que fora disponibilizado à Associação dos Agricultores da cidade, por um programa de desenvolvimento social do Estado.

“Assim que recebemos as informações sobre a ocorrência criminosa, iniciamos os trabalhos investigativos, que identificaram a plataforma responsável pelo transporte desse maquinário até um dos portos de Manaus. Nos dirigimos ao porto, situado no bairro Centro, zona sul da capital, onde descobrimos a balsa que esse material teria sido embarcado e o destino, no estado do Pará”, informou o delegado Cícero.

De acordo com Tulio, na madrugada de sábado, por volta das 4h, policiais civis da Deflu, do DPI e equipes da DERFV, interceptaram a balsa, no Rio Amazonas, nas proximidades do município de Itacoatiara (distante 175 quilômetros em linha reta de Manaus), e o veículo foi recuperado.

Investigação – O titular da DERFV revelou que os infratores, presos durante a ação policial, integram uma organização criminosa responsável por remeter veículos e maquinários, roubados ou furtados, do Estado do Amazonas para outras regiões, especialmente, para o estado do Pará.

Ainda de acordo com Cícero Tulio, os trabalhos investigativos, também apontaram que o trator teria sido negociado pelo bando com um agricultor da cidade de Rurópolis, no estado do Pará, pelo valor de R$ 60 mil, e que o empresário já havia adiantado o pagamento de R$ 40 mil, no início da negociação.

Tulio informou que o comprador foi enganado pela quadrilha, que falsificou uma nota de leilão, levando esse investidor a acreditar que se tratava de um produto legalizado. O homem foi vítima de estelionato.

A autoridade policial explicou que nesse delito as investigações apontam que o bando contou com apoio de uma pessoa, que seria funcionária da prefeitura de Rio Preto da Eva, que já está sendo investigado pela polícia.

Prisões – Cícero Tulio informou que as prisões dos indivíduos ocorreram ao longo da tarde de sábado, em pontos distintos de Manaus. Elias e Amanda foram presos em um conjunto habitacional, situado no bairro Monte das Oliveiras, zona norte. Janucio foi preso no bairro Alvorada, zona centro-oeste. Já Samuel foi interceptado nas proximidades da Rodoviária de Manaus, na zona centro-sul.

Conforme a autoridade policial, durante os trabalhos, além do trator, mais dois veículos foram apreendidos, sendo um carro de cor preta, modelo Siena, da montadora Fiat, e uma motocicleta, ambos com suspeita de serem adulterados. Foram apreendidos também, uma espingarda usada na abordagem dos seguranças da associação agrícola, um capuz que estava dentro do carro e uma quantia em dinheiro, relacionado à negociação do maquinário.

Procedimentos – Conduzidos para base da DERFV, Elias, Janucio e Samuel foram autuados em flagrante por associação criminosa armada, roubo majorado, receptação qualificada, falsificação de documento e estelionato. Já Amanda, foi indiciada por associação criminosa e estelionato.

Ao término dos procedimentos cabíveis na especializada, o bando foi levado para audiência de custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul da cidade.

FOTOS: Alailson Santos/PC-AM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA